16 de jun de 2009

Senador contra patrocínio


O senador Adelmir Santana (DEM) também é contra o pagamento de R$ 3 milhões como patrocínio para que a escola de samba Beija-flor de Nilópolis leve a história de Brasília para a Marques de Sapucaí. Em discurso na tribuna do Senado, na segunda-feira (15), Adelmir defendeu que o governo deveria utilizar esse recurso para “valorizar pessoas e entidades da própria cidade, ao passo que a escola de samba deveria procurar patrocínio em entidades da iniciativa privada”. O presidente da Câmara Legislativa Deputado Leonardo Prudente também é contra a liberação da verba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário