26 de mai de 2011

Ex-Governador no PSD



O ex-governador do Distrito Federal Rogério Rosso deixou o PMDB para assumir a Presidência da comissão provisória do Partido Social Democrático (PSD), que está em fase de criação. O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, principal líder da nova agremiação, registrou ontem, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do DF, documento em que dá poderes para que Rosso possa montar a direção e as zonais da legenda na capital do país.
Fonte: Correio Braziliense

17 de mai de 2011

Promotores são condenados pelo CNMP

Foi aprovada pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) a indicação da demissão do ex-procurador-geral de justiça do DF, Leonardo Bandarra e a promotora Deborah Guerner. De dez votos, todos foram contra Deborah e nove contra Bandarra. Agora o processo será submetido ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que deverá apresentar, na Justiça, ação civil para perda dos cargos. Além de aprovar a demissão, o CNMP decidiu suspender Deborah Guerner por 60 dias e Leonardo Bandarra por 150 dias, sem recebimento de salário ou gratificações. O único conselheiro a votar pela absolvição de Leonardo Bandarra foi Achiles Siquara, que afirmou que não há prova da participação de Bandarra em uma das denúncias. No entanto, ele votou pela demissão de Deborah. No discurso Siquara afirmou que "o próprio Arruda disse em seus depoimentos que a reunião com Deborah foi marcada a pedido dela". Com informações do correioweb.

16 de mai de 2011

Advogado entrega defesa de Benedito Domingos

Termina nesta segunda-feira (16/5) o prazo para o deputado distrital Benedito Domingos (PP) encaminhar a defesa ao corregedor da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), Wellington Luiz (PSC), sobre a representação por quebra de decoro parlamentar. Segundo a assessoria de imprensa de Benedito Domingos, o documento já está nas mãos do advogado do parlamentar e deverá ser entregue ainda hoje.
O deputado foi notificado pela Corregedoria da CLDF no último dia 3. Após a notificação, o parlamentar tinha dez dias úteis para apresentar a defesa. Benedito é acusado de formação de quadrilha e de beneficiar parentes em licitação públicas na Administração de Taguatinga quando era administrador. Os parentes teriam sido favorecidos em licitações para a decoração natalina e de carnaval na cidade.

Ação de improbidade contra Agnelo Queiroz

O Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro move ação de improbidade administrativa contra o ex-ministro do Esporte Agnelo Queiroz, atual governador do DF, por superfaturamento no aluguel antecipado da Vila do Pan por dez meses.Na ação, o MP sustenta que o custo do aluguel de 1.490 apartamentos da Vila do Pan cresceu 62% sobre o orçamento inicial (de R$15,4 milhões, pelo valor de mercado, para R$ 25 milhões). Os dados constam de relatório do Tribunal de Contas da União (TCU). Agnelo Queiroz teria se omitido na fiscalização do uso de verbas públicas, segundo o MP.

Com informações do correioweb.

12 de mai de 2011

Benício se mantém no cargo

Benício conseguiu uma liminar no TSE que o mantém no cargo até julgamento final dos recursos contra a cassação de seu mandato por 5 votos a 1 no TRE-DF. Ele é acusado de captação ilícita de votos e abuso de poder econômico.

11 de mai de 2011

No Exterior

O governador Agnelo Queiroz viajou ontem para a Europa. Ele deve visitar Alemanha, França e Espanha. Serão oito dias fora de Brasília para conhecer experiências de tratamento em resíduos sólidos, de transporte e de esporte, de acordo com relato de integrantes do governo. É a segunda vez que o vice-governador Tadeu Filippelli (PMDB) assumirá o Palácio do Buriti.

4 de mai de 2011

CPI do Pró-DF será instaurada em quinze dias

Os líderes dos blocos partidários da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) definiram, em reunião na tarde de ontem (3/5), que a primeira Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurada pela Casa será a do Pró-DF. Os trabalhos da comissão, que vai apurar irregularidades em programas de apoio ao empreendimento produtivo, deverão começar em quinze dias. Antes, haverá a escolha do presidente e do relator da instância.Para compor a comissão, cada bloco indicou um membro titular e um suplente. O Bloco PT/PRB será representado por Chico Leite (PT) e Chico Vigilante (PT); o Bloco Avanço Democrático (DEM/PTdoB/PRTB/PMN) por Eliana Pedrosa (DEM) e Raad Massouh (DEM); o Bloco PTB/PP/PR/PSDB por Aylton Gomes (PR) e Cristiano Araújo (PTB); o Bloco da Renovação Democrática Popular (PPS/PSB/PDT) por Israel Batista (PDT) e Joe Valle (PSB) e o Bloco PMDB/PSL/PTC/PSC por Olair Francisco (PTdoB) e Welington Luiz (PSC). Em 27 de janeiro, o governador do DF Agnelo Queiroz suspendeu por 90 dias a concessão de lotes do programa para fazer um pente-fino nos contratos. O Executivo teria se surpreeendido com a quantidade de processos aprovados no último ano. Dos 383 processos de concessão analisados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), 273 já foram auditados.Em 2009, houve indicação de 214 áreas para a implantação de empreendimentos produtivos no DF. Em 2007, foram apenas 52 concessões. O prazo de suspensão do Pró-DF poderá ser prorrogado por mais 90.
Com informações do correioweb.

2 de mai de 2011

Benicio fora da Câmara

Por cinco votos a um, o Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF) decidiu cassar o mandato do deputado distrital Benício Tavares (PMDB). O julgamento da ação por abuso de poder econômico nas eleições de 2010 ocorreu na tarde desta quinta-feira (28/4).
Na época, Benício participou de uma reunião da empresa Brasília de Segurança, de propriedade dos filhos César Lacerda. No evento, o empresário teria coagido cerca de mil funcionários presentes a votarem no então candidato. Entre as testemunhas, duas alegam terem sido demitidas por não aceitarem participar da campanha política de Benício.
A perda do mandato é imediata e deve ocorrer assim que o resultado for publicado. Além da cassação, Benício ficará inelegível por oito anos e terá que pagar multa no valor de R$ 10 mil Ufir. Ainda cabe recurso da defesa.