25 de fev de 2010

Comissão de Ética abre processo contra três distritais


A Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Legislativa abriu processo contra os três deputados filmados e gravados pelo ex-secretário de Relações Institucionais Durval Barbosa, são eles: Junior Brunelli(PSC), Eurides Brito (PMDB) e Leonardo Prudente (sem partido). Eles Devem apresentar suas cartas de renúncia ainda nesta quinta-feira à Mesa Diretora da Casa, para evitar uma possível perda dos direitos políticos em caso de terem a cassação como punição ao final do processo. Apenas a peemedebista Eurides Brito continua firme na disposição de se manter no cargo até o fim.




OAB lança movimento contra a intervenção em Brasília


A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) seccional DF lançou ontem um movimento contrário à intervenção federal em Brasília. Para levar adiante a iniciativa, busca apoio de outras entidades, ex-presidentes, sindicatos e partidos políticos para formar um grupo suprapartidário com participação da sociedade civil. Uma petição será protocolada amanhã no Supremo Tribunal Federal (STF), com justificativas jurídicas para evitar a medida. A OAB-DF defende que não há qualquer justificativa para a intervenção. Não houve ruptura nos serviços públicos e nem a paralisação da Câmara Legislativa. Isso comprova que, mesmo com a crise, a população não teve os serviços públicos necessários afetados. Um exemplo é a normalidade nos atendimentos nos hospitais, escolas e na segurança pública. O presidente da Ordem no DF, Francisco Caputo (foto), defende um pacto de governabilidade a partir de um secretariado formado sem interferência partidária para o Governo do DF. "Estamos tentando junto com os partidos políticos garantir que Brasília tenha condições de se autodeterminar".

Secretários deixam o GDF

Os secretários de Planejamento, Ricardo Penna, e de Governo, Flávio Giussani, deixaram os cargos nesta quinta-feira. O Secretário de Transportes, Alberto Fraga, será o próximo a sair.

24 de fev de 2010

PDT na disputa pelo GDF

Acabei de conversar com o presidente regional do PDT, Ezequiel Nascimento (foto) e ele disse ao blog que o seu partido vai lançar candidato ao Governo do Distrito Federal, e que o seu nome vem ganhando força dentro da legenda. Ezequiel disse ainda, que tem conversado com outros partidos para montar uma ampla chapa capaz de ganhar as eleições em 2010. O Senador Cristovam Buarque é o grande incentivador da candidatura de Ezequiel Nascimento, tanto é, que nos próximos dias fará uma coletiva para a imprensa sugerindo que os outros candidatos ao GDF, como por exemplo Joaquim Roriz, desistam de suas candidaturas para dar espaço para candidatos mais jovens. Ezequiel Nascimento atualmente é Secretário Nacional de Politicas Publicas de Emprego do Ministério do Trabalho.

Supremo adia julgamento de HC de Arruda


Análise em plenário estava marcada para esta quinta-feira (25). Pedido foi feito pelo advogado do governador afastado, Nélio Machado.


O ministro Marco Aurélio Mello adiou nesta quarta-feira (24) o julgamento do pedido de habeas corpus do governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido, ex-DEM). O pedido havia sido feito pelo advogado de Arruda, Nélio Machado. O julgamento estava previsto para esta quinta-feira (25).

Em entrevista no STF, Nélio Machado disse que fez o pedido diante de “fatos novos” que surgiram no caso. Questionado quais seriam esses fatos, ele não foi específico. O advogado destacou, porém, que pede que Arruda seja ouvido pelas autoridades antes de o habeas corpus ser julgado pelo Supremo.

DEM é dissolvido


Do G1: O diretório regional do DEM no Distrito Federal foi dissolvido. A decisão foi tomada nesta quarta-feira (24) em reunião da Executiva Nacional. O presidente em exercício do diretório, Osório Adriano, foi quem pediu a autodissolução da instância partidária. O senador Marco Maciel(foto) (DEM-PE) vai comandar o processo de formação de um novo comando do partido no DF.
A autodissolução foi pedida visto que a Executiva já se encaminhava para tomar a medida. Com isso, alguns dos dirigentes poderão ser mantidos dentro da nova estrutura do diretório regional. O ato acontece depois de o governador afastado José Roberto Arruda e o ex-vice-governador Paulo Octávio terem deixado a legenda. Octávio era o presidente do diretório regional.
“Para que a Executiva Nacional busque uma solução foi que eu pedi a autodissolução antes que outros pedissem a intervenção. É uma solução menos traumática para todos do partido”, disse Adriano.
O partido decidiu também que os filiados terão de deixar cargos que ocupam no governo do Distrito Federal. Amigo pessoal de Arruda e Paulo Octávio, o secretário de Transportes, Alberto Fraga (DEM-DF), confirmou que vai deixar a função, mas pediu alguns dias para fazer a transição.
“Houve a deliberação para que eu deixe o governo, e eu disse que acataria se houvesse deliberação da Executiva. Pedi mais alguns dias para fazer a transição necessária”, disse Fraga.

Primeira reunião do governador com seus secretários

O governador em exercício, Wilson Lima (PR), está neste momento com todos os secretários do Governo do Distrito Federal (GDF) na 1ª Reunião do Secretariado do Distrito Federal que acontece no Buritinga. A reunião começou com duas horas de atraso porque Lima se reuniu nesta manhã com Paulo Octávio na residência oficial da vice-governadoria.

Tirando onda

Do blog da Ana Maria Campos, desta quarta-feira (24): Do ex-governador Joaquim Roriz (PSC) sobre a crise no DF, em inserções do PSC na TV:

-- É tão vergonho, tão escandaloso... Fico numa indignação, fico numa vergonha... Meu Deus do céu, como pode chegar nisso aí? Mas por outro lado eu vejo firmeza na Justiça. A Justiça vai punir. A Justiça vai fazer o que está fazendo. Por um lado eu fico cheio de decepção e por outro cheio de esperança que a Justiça cumpra o seu dever.

Wilson Lima é o novo governador

Os Deputados Distritais estudam como se dará a posse de Wilson Lima (PR) no governo. E a de Cabo Patrício (PT) na Presidência da Casa. As substituições ocorrem ainda em caráter interino. Os deputados só podem começar a discutir a possibilidade de convocar ou não uma eleição indireta para escolha do novo governador do Distrito Federal quando e se o atual José Roberto Arruda renunciar ao cargo ou perdê-lo oficialmente.

PO não resiste e pede pra sair

As articulações de Paulo Octávio não deram certo e ele encaminhou sua carta de renúncia ao GDF às 17h desta terça-feira (23) para leitura na Câmara Legislativa. Dessa vez, de verdade.

18 de fev de 2010

Dia do fico

Depois de um dia inteiro de notícias desencontradas, Paulo Octávio anunciou há pouco, em pronunciamento oficial no Palácio do Buriti, que fica no cargo de governador em exercício. “Este é um dos dias mais difíceis da minha vida”, admitiu, no início do discurso. “Mas não posso ainda renunciar à obrigação de servir Brasília e seu povo”.
“Aguardo mais alguns dias, como me recomendou o presidente Lula, para tomar as decisões que forem necessárias”, encerrou.

PO deixa encontro com Lula e pensa em renúncia

O Governador em exercício Paulo Octávio pode renunciar ao cargo a qualquer momento. Após encontro com Lula no Centro Cultural Banco do Brasil, assessores disseram que o governador já se encontra a caminho do Palácio do Buriti. Segundo lideranças do DEM, partido do governador em exercício, a expectativa é que Paulo Octávio deverá comunciar sua intenção de renunciar ao governo. Assessores da presidência da Câmara Legislativa confirmaram que a carta de renúncia de Paulo Octávio já estaria na presidência da Casa. O presidente da CLDF, Wilson Lima, não confirmou a existência do documento. Pela Lei Orgânica do Distrito Federal, Wilson Lima seria o governador em exercício no caso de renúncia de PO.

17 de fev de 2010

Estudantes pedem a Lula que não receba PO

Um grupo de estudantes pede que o presidente Lula não receba o governador em exercício, Paulo Octávio (DEM). O grupo se concentra no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede provisória da Presidência da República. O grupo de estudantes levou para a porta CCBB um bolo e faixas pedindo a saída de Arruda e de seu grupo político do governo do Distrito Federal. Paulo Octávio está tentando marcar uma audiência com Lula desde a última sexta-feira. Hoje (17), a assessoria do governador reforçou o pedido do encontro, mas fontes do Planalto, próximas ao presidente, descartaram a possibilidade da audiência ser concedida hoje. “Quero dizer ao presidente Lula que nós vivemos em um sistema democrático. Eu estou assumindo o governo de Brasília em um momento difícil. Quero pedir o apoiamento dele. Quero pedir que ele nos ajude, que ajude Brasília e que ajude na celebração dos 50 anos da cidade”, disse o governador ao cumprir uma agenda de visita a obras no Distrito Federal.

Wellington Moraes entra com pedido de habeas corpus

Wellington Moraes ex-secretario de Comunicação do GDF, entrou hoje (17) com o pedido de habeas corpus para responder em liberdade ao processo criminal por tentativa de suborno a uma testemunha da Operação Caixa de Pandora. O argumento é de que sua prisão é desnecessária. Embora seja acusado da tentativa de suborno, ele não é citado no Inquérito nº 650, do STJ. O ministro Marco Aurélio Mello relator do pedido, solicitou com urgência informações sobre o envolvimento do ex-secretario no inquérito. Moraes segue preso no Complexo Penitenciário da Papuda.

12 de fev de 2010

Pressão para P.O renunciar

A OAB, a CUT, o PT e o PSB vão protocolar pedido de impeachment contra o governador em exercício Paulo Octávio na Câmara Legislativa.
Enquanto Arruda continua preso, P. O, começa a sofrer forte pressão para renunciar.
Na Câmara Legislativa, de acordo com levantamento do blog, poucos distritais estão dispostos a se arriscar para salvar alguém.

Negado pedido de habeas corpus de Arruda

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou o pedido de habeas corpus ao governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda. A informação, confirmada por fontes do Correio, ainda não foi divulgada oficialmente pelo STF. Com a decisão, Arruda permanece preso na sede da Polícia Federal.

11 de fev de 2010

Intervenção no GDF

Mesmo com pedido de intervenção do Gurgel (que ainda será analisado). Existe uma possibilidade: o atual presidente da CLDF, Wilson Lima, não é alvo da operação e pode assumir já que PO está impedido...

Arruda envia comunicado de afastamento à Câmara Legislativa

O governador Arruda (sem partido) enviou à Câmara Legislativa um comunicado oficial de afastamento do cargo. O vice-governador, Paulo Otávio (DEM), deve assumir o GDF.
Onze deputados distritais estão na Câmara aguardando a comunicação que já foi adiantada por assessores do governador. A sessão será reaberta a qualquer momento para a leitura da mensagem.

Arruda se entrega à Polícia Federal

Um comitiva de seis carros acabou de sair da residência oficial de Águas Claras seguindo para a Polícia Federal.
O governador José Roberto Arruda acaba de chegar na sede da Polícia Federal.
Com o afastamento do governador, assume o cargo, temporariamente, o vice-governador Paulo Octávio (DEM).

Policia Federal a caminho de Águas Claras

A Côrte do STJ decidiu por maioria pela prisão do Governador José Roberto Arruda por 12 x 2. Votaram contra, além do Minintro Nilson Naves, o Mininstro Albino Zavascki. Um delegado da PF já está a caminho de Águas Claras e um assessor de Arruda nos informou que ele pretende se entregar.
Com o pedido de prisão e o afastamento do governador Arruda do cargo, o procurador-geral da República Roberto Gurgel está a caminho do Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir intervenção federal no Governo do DF. O argumento para intervenção é o de que todos na linha de sucessão de Arruda também são investigados no inquérito da Operação Caixa de Pandora.

STJ decreta prisão de Arruda

O Superior Tribunal de Justiça acaba de decretar a prisão do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, e de mais quatro auxiliares e aliados: o secretário de Comunicação Wellington Moraes, o diretor de Operações da estatal de energia CEB, do assessor pessoal e sobrinho Rodrigo Arantes e do ex-deputado Geraldo Naves. Um quinto envolvido já está detido: Antônio Bento, conselheiro do Metrô-DF. A prisão estava descartada, mas o STJ reavaliou melhor as provas colhidas pela Policia Federal no caso da tentativa de suborno do jornalista Edson Sombra, para mudar seu testemunho no caso Caixa de Pandora. O STJ está reunido neste momento em sessão extraordinária, e o clima é tenso. Todos são acusados de tentativa de obstruir a instrução criminal por meio de suborno a testemunha para mudar seu depoimento.

10 de fev de 2010

Varredura na CLDF


A Polícia Civil do Distrito Federal realizará uma varredura na Câmara Legislativa para localizar escutas ilegais, nesta quarta-feira (10), às 19h. A medida será tomada após a abertura de inquérito para apurar a suposta tentativa de espionagem na Casa.
A ação é atribuída a dois agentes da Polícia Civil de Goiás e mais um ex-servidor do gabinete do deputado Benedito Domingos (PP), demitido pelo parlamentar no dia em que o caso veio à tona. O grupo foi preso pela Polícia Civil do DF no último dia 3. Suspeita-se que a ação dos policiais visava interferir nas investigações contra os atos de corrupção objeto da operação Caixa de Pandora da Polícia Federal.

9 de fev de 2010

Lamoglia entrega defesa ao TCDF


Do Correio Braziliense: O corregedor do Tribunal de Contas do DF, Manoel de Andrade, recebeu ontem a defesa de Domingos Lamoglia, afastado do cargo de conselheiro por estar envolvido nas denúncias da Operação Caixa de Pandora. Ele foi temporariamente afastado desde dezembro e pode, em tese, ser expulso. Foi aberto processo administrativo contra ele, mas dificilmente será concluído em curto prazo. A Corregedoria não demonstra pressa para analisar o caso. Informou que não pode agir antes da conclusão do inquérito que está no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Lamoglia permanecerá afastado e recebendo salário. O prazo para apresentação da defesa tinha se encerrado ontem.

8 de fev de 2010

Policiais envolvidos em arapongagem são identificados e responderão a processo administrativo


Os dois agentes da polícia civil de Goiás detidos em Brasília por suposta prática de arapongagem responderão a processo administrativo na corporação goiana. São eles: Luiz Henrique Ferreira e José Henrique Dares Cordeiro. Os dois pertencem à Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc) e estavam em Brasília sem o conhecimento da instituição goiana. De acordo com a direção da Polícia Civil de Goiás, os dois agentes agiram por conta própria, sem informar a atividade à corporação. "Não fomos comunicados oficialmente sobre a detenção. Mas fomos avisados informalmente sobre o ocorrido pela polícia de Brasília. Assim que a polícia for informada institucionalmente, será aberto um processo administrativo para apurar a responsabilidade dos dois policiais no caso", afirmou o delegado e chefe da comunicação da Polícia Civil, Norton Luiz Ferreira. O diretor-geral da Polícia Civil do DF, Pedro Cardoso, confirmou hoje a prisão de dois policiais na última quarta-feira. Segundo o recém-empossado, eles foram detidos numa lanchonete na saída sul de Brasília, sentido Núcleo Bandeirantes. Mas Cardoso não informou para onde os agentes foram levados. "Foi colhido depoimento e apreendido com eles canetas e chaveiros, materiais que podem ser usados para escutas", disse Cardoso.

Deputados entram com requerimento pedindo explicações sobre grampo


Deputados distritais da oposição foram à Polícia Civil fazer um requerimento sobre a investigação das escutas implatandas na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). Os parlamentares saíram com a informação de que o esquema envolvia um servidor do gabinete do deputado Benedito Domingos. A expectiva agora é que sejam implantados rastreadores em todos os gabinetes, para detectar possíveis escutas ilegais.

Entenda o caso

Na última quarta-feira (3), dois policiais civis de Goiás foram presos após serem flagrados instalando escutas ambientais nos corredores e janelas do prédio da Câmara. Os alvos seriam deputados da oposição. As salas da liderança do PT na Casa e os gabinetes de alguns deputados seriam monitoradas.

No último sábado (6), a bancada do PT disse que ia apresentar um requerimento exigindo explicações.

5 de fev de 2010

PMDB inicia neste sábado convenção para escolher vice na chapa de Dilma


A convenção que o PMDB faz amanhã(06) para escolher o futuro presidente da legenda é apontada por setores do PT como o início oficial de uma queda-de-braço. Com um diretório favorável à aliança com a ministra Dilma Rousseff, será travada um confronto entre a parcela do PMDB que deseja a vaga de vice para o presidente da Câmara, Michel Temer, e alas do PT ansiosas pela escolha de alguém com outro perfil. Se o cenário na época da campanha for buscar alguém que complemente a chapa com votos, por exemplo, a vaga estará mais para o ministro das Comunicações, Hélio Costa. Se for para dar tranquilidade a grupos econômicos, o nome mais adequado será o do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles.Até o líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves, admite que, se for preciso reavaliar, o PMDB o fará. Mas, por enquanto, não vê necessidade. “O PT não tem como fazer essa avaliação. Só quem fará essa avaliação, se precisar lá na frente, será o PMDB. Queremos ganhar a eleição. Antes de chegar a esse ponto de avaliar os candidatos, o PMDB tentará fazer do nome de Temer fato consumado no sábado. Até como forma de tentar agregar votos dentro do partido em favor da ministra Dilma Rousseff. “Não há como um peemedebista deixar de votar numa chapa em que estará o presidente do partido”, diz Eduardo Alves.

Naves pede afastamento da CCJ e da CPI da Codeplan


O distrital Geraldo Naves (DEM) pediu afastamento nesta sexta- feira (5/2) da presidência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Legislativa e da CPI da Codeplan, da qual era membro. O pedido foi feito na manhã de hoje. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do deputado. Com a atitude, o distrital quer demonstrar isenção com relação ao julgamento dos pedidos de impeachment que circulam na Casa contra o governador José Roberto Arruda (sem partido). O deputado Geraldo Naves é apontado por Sombra como o homem que lhe entregou um bilhete de Arruda com uma possível tentativa de suborno. O bilhete foi apresentado por Sombra à Polícia Federal (PF) para comprovar a pressão sofrida para alterar seu depoimento à Operação Caixa de Pandora. Segundo Naves, que admitiu a entrega do bilhete em nome do governador em dezembro de 2009, o recado de Arruda tinha o objetivo de tranquilizar o jornalista. De acordo com o distrital, Sombra temia uma queda no número de anúncios publicitários e de verba de patrocínio em seu jornal depois do escândalo denunciado pelo ex-secretário de Relações Institucionais Durval Barbosa, seu amigo. O receio de Sombra teria sido apresentado ao governador que, na ocasião, escreveu o bilhete e o entregou ao parlamentar para que fosse repassado. Com informações do Correioweb.

4 de fev de 2010

Troca de comando na Polícia Civil


O governador Arruda troca o comando da Polícia Civil. Sai Cléber Monteiro, do PPS, ligado ao deputado Alírio Neto, em seu lugar deve entrar o delegado Pedro Cardoso, secretário-adjunto de Segurança Pública. Segundo informou ao blog, Cléber Monteiro pediu para sair por questões de foro intimo, e também já não se sentia mais a vontade no governo depois dos ultimos acontecimentos.

Posse do novo presidente do PT


Na próxima terça-feira (9) toma posse o novo presidente regional do Partido dos Trabalhadores no Distrito Federal, Roberto Policarpo (foto). A solenidade servirá também para empossar o diretório e as zonais do partido. A festa será no Teatro Dulcina, no Conic, a partir das 19h30.

3 de fev de 2010

OAB vai pedir na Justiça indisponibilidade dos bens de Arruda

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil e a Seccional da OAB no Distrito Federal decidiram hoje (3) entrar com ação civil pública na Justiça Federal para requerer a indisponibilidade dos bens do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), e de deputados distritais e secretários. Eles são acusados de envolvimento em um suposto esquema de corrupção desvendado pela Polícia Federal em novembro. O esquema, que seria comandado por Arruda, previa o pagamento de propina a parlamentares em troca de apoio ao governo. Com a ação, a OAB espera que haja garantia de ressarcimento à sociedade, caso se comprove, ao final do processo, desvio de recursos públicos supostamente praticado por esses agentes. “É no bolso que vamos procurar determinar que os corruptos devolvam aquilo que retiraram da sociedade”, diz, em nota, o presidente da OAB, Ophir Cavalcante.De acordo com Ophir Cavalcante, com essa decisão, a Ordem dos Advogados dá um exemplo de combate à corrupção e à impunidade.
Fonte: Agência Brasil

Batista é o primeiro secretário

Batista das Cooperativas (PRP) é eleito primeiro secretário da Câmara Legislativa. O parlamentar foi escolhido com 15 votos. Ao todo a votação contou com seis abstenções, três dos distritais da bancada petista - Érika Kokay, Paulo Tadeu e Chico Leite - a da deputada Jaqueline Roriz (PMN), do deputado Milton Barbosa (PSDB) e a de José Reguffe (PDT). Estavam ausentes Cabo Patrício (PT), Alírio Neto (PPS) e Júnior Brunelli (PSC). Brunelli que está de licença médica.

2 de fev de 2010

Com 15 votos Wilson Lima é o novo Presidente da CLDF


Eleito com 15 votos, o distrital Wilson Lima (foto) é o novo presidente da Câmara Legislativa, seu adversário deputado Cabo Patrício(PT) obteve 07 votos, houve ainda, uma abstenção e uma ausência. Curiosamente a abstenção foi da deputada Eliana Pedrosa, aliada do governador Arruda e a ausência do deputado Brunelli, que não comparece à Câmara desde quando foi à tona a operação caixa de pandora.

Confira como votou cada distrital:

Aylton Gomes (PR) - Wilson Lima

Batista das Cooperativas (PRP) - Wilson Lima

Benedito Domingos (PP) - Wilson Lima

Benício Tavares (PMDB) - Wilson Lima

Bispo Renato (PR) - Wilson Lima

Brunelli (PSC) - Ausente

Cabo Patrício (PT) - Cabo Patrício

Chico Leite (PT) - Cabo Patrício

Dr. Charles (PTB) - Wilson Lima

Cristiano Araújo (PTB) - Wilson Lima

Eliana Pedrosa (DEM) - Abstenção

Erika Kokay (PT) - Cabo Patrício

Eurides Brito (PMDB) - Wilson Lima

Geraldo Naves (DEM) - Wilson Lima

Jaqueline Roriz (PMN) - Cabo Patrício

Leonardo Prudente (sem partido) - Wilson Lima

Milton Barbosa (PSDB) - Wilson Lima

Paulo Tadeu (PT) - Cabo Patrício

Raimundo Ribeiro (PSDB) - Wilson Lima

Roney Nemer (PMDB) - Wilson Lima

José Antônio Reguffe (PDT) - Cabo Patrício

Rogério Ulysses (sem partido) - Wilson Lima

Wilson Lima (PR) - Wilson Lima

Alírio Neto (PPS) - Cabo Patrício

1 de fev de 2010

Paulo Tadeu é lider


Termina esta semana o mandato de Erika Kokay como líder da bancada do PT na Câmara Legislativa. A partir de agora, o novo líder será o distrital Paulo Tadeu.

VOX POPULI SABOTOU SERRA


A pesquisa Vox Populi/BAND sabotou o nome do candidato do PSDB José Serra na ficha de consulta apresentada aos eleitores. Em uma simulação, o nome do pré-candidato do PSDB se transforma em um borrão ilegível, em outra o nome dele aparece invertido e está impossível ler. Além dessa manobra que prejudicou Serra, a pesquisa beneficiou claramente Dilma Rousseff ao selecionar as 122 cidades incluídas na amostra. Nada menos que 78% das cidades pesquisadas são administradas por governistas.

A Oposição só entrou com 22% da amostra, número desproporcional ao resultado das eleições municipais. As distorções não param aí. Em 45 municípios da amostra, ou 37%, além das prefeituras serem governistas, não houve um só candidato da oposição nas eleições de 2008. Para piorar, na maioria das cidades escolhidas pela Vox Populi que têm prefeitos do PSDB, DEM e PPS o governismo é forte e disputou quase de igual para igual as eleições de 2008. Onde não há governismo forte, a escolha recaiu sobre municípios bem pequenos, que não influenciam os resultados.

As denúncias apontando as irregularidades estão sendo feitas desde sábado pelo blog Coturno Noturno, com base em informações do arquivo da pesquisa (Protocolo 1057/2010) na página do Tribunal Superior Eleitoral, TSE, na internet. Ao citar a seleção de cidades governistas no Rio, onde Dilma teria ultrapassado Serra, o blog fala em "vergonha estatística". Razão: as cidades escolhidas são marcadamente governistas. No município oposicionista incluído: Resende, o DEM venceu eleição dificíl, com placar embolado.

"Não há município governado por tucano na amostra da pesquisa e não surpreende que Dilma esteja à frente", afirma o blog. Dos oito municípios selecionados no Rio Grande do Sul a situação é semelhante: apenas um é governado pelo PSDB e em três deles não houve candidato a prefeito fora da base do governo em 2008. Em São Paulo, repete-se a manipulação: a amostra tem cinco municípios, totalizando 573 mil eleitores, que são dirigidos por tucanos.

Já o número de eleitores nos três municípios petistas da amostra é de 1 milhão e 400 mil eleitores, incluindo Guarulhos e São Bernardo do Campo. Em Santa Catarina, dos cinco municípios, apenas um é tucano e a eleição foi acirradíssima. Em três outros não houve oposição a Lula em 2008. E o mais escandaloso: trocaram a capital Florianópolis por São José, do PSB, onde a filha de Lula é secretária de Ação Social e está entupindo a cidade de verbas federais.

Na Bahia, onde tiram a representatividade do Nordeste, escolheram 13 cidades. Em 9 delas não houve candidato de oposição em 2008 e não foi incluído nenhum município governado pelo DEM. Chama atenção, ainda, a escolha do município de Boa Nova, onde o nome do prefeito é Toinho da Dilma. No Ceará, onde o PSDB elegeu 30% das prefeituras, a amostra da Vox Populi não incluiu uma só cidade da Oposição. Das 5 cidades, 2 são do PT e 1 do PCdoB.

Em Minas Gerais, então, a Vox Populi chutou o balde, afirma o blog Coturno Noturno, informando que são 13 municípios na amostra, sendo que apenas dois são do Democratas (Antonio Dias e Antônio Prado) com menos de 10 mil habitantes. Na amostra mineira, cinco municípios governistas não tiveram candidatos da Oposição. Do PSDB foi incluída a cidade de Juiz de Fora, com 370 mil eleitores, mas o eleitorado é dividido. O PSDB elegeu o prefeito com 51% contra 48% do PT.

PT dá ultimato a Magela

A direção do PT-DF decidiu tomar uma providência quanto às últimas movimentações dentro do partido, vindas principalmente do grupo do deputado federal Geraldo Magela, dando conta de que o jogo político no Distrito Federal estava zerado e, por isso, Magela deveria novamente se candidatar ao GDF. O problema é que os dirigentes petistas ficaram irritados com os argumentos usados pelos defensores de Magela para justificar sua candidatura. Sem se preocupar com o desgaste da imagem do PT, eles queimavam a candidatura de Agnelo Queiroz, colocando sop suspeita dentro e fora da legenda.
Diante disso, a direção deu um ultimato em Magela: se ele ou seus apoiadores continuarem desgastando Agnelo a fim de provocar um novo acordo no partido, ele pode ficar sem legenda para as eleições deste ano. E passar a ser considerado dentro do partido como um anti-PT. O recado foi enviado também ao senador Cristovam Buarque (PDT). Fortalecidos pelo apoio já assegurado pela direção nacional pedetista à campanha de Dilma Roussef à Presidência da República, os petistas disseram a Cristovam que se engatar no discurso magelista não terá apoio do partido para o Senado.