25 de fev de 2010

OAB lança movimento contra a intervenção em Brasília


A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) seccional DF lançou ontem um movimento contrário à intervenção federal em Brasília. Para levar adiante a iniciativa, busca apoio de outras entidades, ex-presidentes, sindicatos e partidos políticos para formar um grupo suprapartidário com participação da sociedade civil. Uma petição será protocolada amanhã no Supremo Tribunal Federal (STF), com justificativas jurídicas para evitar a medida. A OAB-DF defende que não há qualquer justificativa para a intervenção. Não houve ruptura nos serviços públicos e nem a paralisação da Câmara Legislativa. Isso comprova que, mesmo com a crise, a população não teve os serviços públicos necessários afetados. Um exemplo é a normalidade nos atendimentos nos hospitais, escolas e na segurança pública. O presidente da Ordem no DF, Francisco Caputo (foto), defende um pacto de governabilidade a partir de um secretariado formado sem interferência partidária para o Governo do DF. "Estamos tentando junto com os partidos políticos garantir que Brasília tenha condições de se autodeterminar".

Nenhum comentário:

Postar um comentário