1 de fev de 2010

VOX POPULI SABOTOU SERRA


A pesquisa Vox Populi/BAND sabotou o nome do candidato do PSDB José Serra na ficha de consulta apresentada aos eleitores. Em uma simulação, o nome do pré-candidato do PSDB se transforma em um borrão ilegível, em outra o nome dele aparece invertido e está impossível ler. Além dessa manobra que prejudicou Serra, a pesquisa beneficiou claramente Dilma Rousseff ao selecionar as 122 cidades incluídas na amostra. Nada menos que 78% das cidades pesquisadas são administradas por governistas.

A Oposição só entrou com 22% da amostra, número desproporcional ao resultado das eleições municipais. As distorções não param aí. Em 45 municípios da amostra, ou 37%, além das prefeituras serem governistas, não houve um só candidato da oposição nas eleições de 2008. Para piorar, na maioria das cidades escolhidas pela Vox Populi que têm prefeitos do PSDB, DEM e PPS o governismo é forte e disputou quase de igual para igual as eleições de 2008. Onde não há governismo forte, a escolha recaiu sobre municípios bem pequenos, que não influenciam os resultados.

As denúncias apontando as irregularidades estão sendo feitas desde sábado pelo blog Coturno Noturno, com base em informações do arquivo da pesquisa (Protocolo 1057/2010) na página do Tribunal Superior Eleitoral, TSE, na internet. Ao citar a seleção de cidades governistas no Rio, onde Dilma teria ultrapassado Serra, o blog fala em "vergonha estatística". Razão: as cidades escolhidas são marcadamente governistas. No município oposicionista incluído: Resende, o DEM venceu eleição dificíl, com placar embolado.

"Não há município governado por tucano na amostra da pesquisa e não surpreende que Dilma esteja à frente", afirma o blog. Dos oito municípios selecionados no Rio Grande do Sul a situação é semelhante: apenas um é governado pelo PSDB e em três deles não houve candidato a prefeito fora da base do governo em 2008. Em São Paulo, repete-se a manipulação: a amostra tem cinco municípios, totalizando 573 mil eleitores, que são dirigidos por tucanos.

Já o número de eleitores nos três municípios petistas da amostra é de 1 milhão e 400 mil eleitores, incluindo Guarulhos e São Bernardo do Campo. Em Santa Catarina, dos cinco municípios, apenas um é tucano e a eleição foi acirradíssima. Em três outros não houve oposição a Lula em 2008. E o mais escandaloso: trocaram a capital Florianópolis por São José, do PSB, onde a filha de Lula é secretária de Ação Social e está entupindo a cidade de verbas federais.

Na Bahia, onde tiram a representatividade do Nordeste, escolheram 13 cidades. Em 9 delas não houve candidato de oposição em 2008 e não foi incluído nenhum município governado pelo DEM. Chama atenção, ainda, a escolha do município de Boa Nova, onde o nome do prefeito é Toinho da Dilma. No Ceará, onde o PSDB elegeu 30% das prefeituras, a amostra da Vox Populi não incluiu uma só cidade da Oposição. Das 5 cidades, 2 são do PT e 1 do PCdoB.

Em Minas Gerais, então, a Vox Populi chutou o balde, afirma o blog Coturno Noturno, informando que são 13 municípios na amostra, sendo que apenas dois são do Democratas (Antonio Dias e Antônio Prado) com menos de 10 mil habitantes. Na amostra mineira, cinco municípios governistas não tiveram candidatos da Oposição. Do PSDB foi incluída a cidade de Juiz de Fora, com 370 mil eleitores, mas o eleitorado é dividido. O PSDB elegeu o prefeito com 51% contra 48% do PT.

Nenhum comentário:

Postar um comentário