1 de fev de 2010

PT dá ultimato a Magela

A direção do PT-DF decidiu tomar uma providência quanto às últimas movimentações dentro do partido, vindas principalmente do grupo do deputado federal Geraldo Magela, dando conta de que o jogo político no Distrito Federal estava zerado e, por isso, Magela deveria novamente se candidatar ao GDF. O problema é que os dirigentes petistas ficaram irritados com os argumentos usados pelos defensores de Magela para justificar sua candidatura. Sem se preocupar com o desgaste da imagem do PT, eles queimavam a candidatura de Agnelo Queiroz, colocando sop suspeita dentro e fora da legenda.
Diante disso, a direção deu um ultimato em Magela: se ele ou seus apoiadores continuarem desgastando Agnelo a fim de provocar um novo acordo no partido, ele pode ficar sem legenda para as eleições deste ano. E passar a ser considerado dentro do partido como um anti-PT. O recado foi enviado também ao senador Cristovam Buarque (PDT). Fortalecidos pelo apoio já assegurado pela direção nacional pedetista à campanha de Dilma Roussef à Presidência da República, os petistas disseram a Cristovam que se engatar no discurso magelista não terá apoio do partido para o Senado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário