3 de fev de 2010

OAB vai pedir na Justiça indisponibilidade dos bens de Arruda

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil e a Seccional da OAB no Distrito Federal decidiram hoje (3) entrar com ação civil pública na Justiça Federal para requerer a indisponibilidade dos bens do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), e de deputados distritais e secretários. Eles são acusados de envolvimento em um suposto esquema de corrupção desvendado pela Polícia Federal em novembro. O esquema, que seria comandado por Arruda, previa o pagamento de propina a parlamentares em troca de apoio ao governo. Com a ação, a OAB espera que haja garantia de ressarcimento à sociedade, caso se comprove, ao final do processo, desvio de recursos públicos supostamente praticado por esses agentes. “É no bolso que vamos procurar determinar que os corruptos devolvam aquilo que retiraram da sociedade”, diz, em nota, o presidente da OAB, Ophir Cavalcante.De acordo com Ophir Cavalcante, com essa decisão, a Ordem dos Advogados dá um exemplo de combate à corrupção e à impunidade.
Fonte: Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário