8 de fev de 2010

Policiais envolvidos em arapongagem são identificados e responderão a processo administrativo


Os dois agentes da polícia civil de Goiás detidos em Brasília por suposta prática de arapongagem responderão a processo administrativo na corporação goiana. São eles: Luiz Henrique Ferreira e José Henrique Dares Cordeiro. Os dois pertencem à Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc) e estavam em Brasília sem o conhecimento da instituição goiana. De acordo com a direção da Polícia Civil de Goiás, os dois agentes agiram por conta própria, sem informar a atividade à corporação. "Não fomos comunicados oficialmente sobre a detenção. Mas fomos avisados informalmente sobre o ocorrido pela polícia de Brasília. Assim que a polícia for informada institucionalmente, será aberto um processo administrativo para apurar a responsabilidade dos dois policiais no caso", afirmou o delegado e chefe da comunicação da Polícia Civil, Norton Luiz Ferreira. O diretor-geral da Polícia Civil do DF, Pedro Cardoso, confirmou hoje a prisão de dois policiais na última quarta-feira. Segundo o recém-empossado, eles foram detidos numa lanchonete na saída sul de Brasília, sentido Núcleo Bandeirantes. Mas Cardoso não informou para onde os agentes foram levados. "Foi colhido depoimento e apreendido com eles canetas e chaveiros, materiais que podem ser usados para escutas", disse Cardoso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário