17 de mai de 2011

Promotores são condenados pelo CNMP

Foi aprovada pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) a indicação da demissão do ex-procurador-geral de justiça do DF, Leonardo Bandarra e a promotora Deborah Guerner. De dez votos, todos foram contra Deborah e nove contra Bandarra. Agora o processo será submetido ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que deverá apresentar, na Justiça, ação civil para perda dos cargos. Além de aprovar a demissão, o CNMP decidiu suspender Deborah Guerner por 60 dias e Leonardo Bandarra por 150 dias, sem recebimento de salário ou gratificações. O único conselheiro a votar pela absolvição de Leonardo Bandarra foi Achiles Siquara, que afirmou que não há prova da participação de Bandarra em uma das denúncias. No entanto, ele votou pela demissão de Deborah. No discurso Siquara afirmou que "o próprio Arruda disse em seus depoimentos que a reunião com Deborah foi marcada a pedido dela". Com informações do correioweb.

Nenhum comentário:

Postar um comentário