24 de ago de 2009

O fim da política das cores


A líder do PT na Câmara Legislativa, deputada Erika Kokay, protocolou semana passada na Casa um projeto para acabar com a briga política das cores no Distrito Federal. Ou pelo menos para evitar que ela chegue às repartições públicas do GDF. A proposta é proibir que o candidato eleito governador mude as cores usadas em logotipos, prédios e equipamentos públicos para as cores de seu partido ou de sua campanha eleitoral.
A ideia da deputada é encerrar de uma vez com esse troca-troca de identidade no GDF, tão conhecido dos brasilienses. Na época da gestão petistas, os símbolos eram vermelhos. Joaquim Roriz chegou e pintou tudo de azul - o peemedebista chegou a exibir um Papai Noel azul no Natal de 2000. Com a chegada de José Roberto Arruda ao Buriti, tudo foi trocado por verde.
Caso seja aprovada, a propota fará com que governante e subordinados desobidientes devolva ao Estado o valor gasto com as mudanças mais uma multa a ser definida pelo órgão fiscalizador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário