12 de ago de 2009

Pressão da turma de Agnelo

As correntes do PT brasiliense que apoiam a candidatura de Agnelo Queiroz ao governo do Distrito Federal reúnem-se hoje em um local escolhido a dedo: a sede nacional do partido, no Setor Comercial Sul. Em princípio, nenhum integrante da cúpula estará por lá, só o time da capital. Mas o tema da reunião se relaciona diretamente com um determinação do diretório nacional, que transferiu para o ano que vem todas as definições sobre candidaturas regionais. Os partidários de Agnelo argumentam que é preciso romper o impasse. Afinal, eles fizeram e refizeram as contas para confirmar que as correntes solidárias ao ex-ministro somam 90% do PT brasiliense. Ficam, porém, amarrados pela premissa do diretório: se houver dissenso fica tudo para o ano que vem. E na capital o dissenso tem nome e endereço. É, solitariamente, o deputado Geraldo Magela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário