9 de abr de 2010

Livro de memórias

Do blog de Claudio Humberto: O ex-governador do DF José Roberto Arruda, preso há quase dois meses, dedica o tempo a escrever. Pretende publicar um livro sobre sua trajetória política interrompida pela Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal. Quem o visita se impressiona com as condições da prisão, impostas pela Justiça. Impedido desse tipo de assepsia, ele vê crescer uma barba esbranquiçada que acentua o seu abatimento.
Seis quilos mais magro, José Roberto Arruda continua deprimido, mas acha que sua soltura é iminente, com o envio do inquérito à Justiça.
A porta da sala/cela de Arruda é mantida aberta, segundo visitantes, e a luz fica acesa até durante a madrugada, dificultando-lhe o sono.

Nenhum comentário:

Postar um comentário