17 de ago de 2010

Declarações de Roriz contra PT podem parar na Justiça

Em inauguração de um comitê majoritário no Núcleo Bandeirante, o candidato ao governo do Distrito Federal Agnelo Queiroz (PT) disse que os advogados de sua campanha vão entrar na Justiça, ainda nesta segunda-feira (16/8), contra seu opositor Joaquim Roriz (PSC). Para Agnelo, Roriz acusou os petitas de diversos crimes, entre eles o de estupro, e agora deverá provar o que disse. Agnelo se refere à declaração feita por Roriz durante um comício no Itapoã, no último sábado (14/8). “Vermelho — cor característica do partido de seu adversário — é cor de satanás. No governo deles, pode matar, roubar, estuprar”, disse o ex-governador. Segundo o petista, o discurso polêmico é uma incitação à violência dentro da campanha. "Além de desespero, é uma grande irresponsabilidade fazer ataques dessa forma", disse Agnelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário