27 de dez de 2010

Novo GDF: Sem equipes amplas, pastas recem-criadas devem reativar áreas esquecidas

Referência constante nos discursos de campanha do governador eleito Agnelo Queiroz, a criação de novas secretarias no GDF terá papel diferente do imaginado. Elas funcionarão como braços de algumas pastas que já existiam. Tudo isso sem onerar a máquina pública. Mesmo com a garantia de trabalharem enxutas, o principal alvo é reforçar o trabalho em áreas consideradas abandonadas pelas gestões anteriores.

Uma das pastas terá a missão de reduzir o índice de crianças e adolescentes fora da escola ou envolvidas com o consumo e até o tráfico de drogas. É a Secretaria da Criança. Uma série de ações será desenvolvidaa no próximo ano em parceria com as pastas de Segurança, Desenvolvimento Social e Educação.

A ideia de Agnelo Queiroz é começar o trabalho preventivo e de conscientização desde a base, garantindo proteção e educação a crianças até 3 anos. "A Secretaria de Educação terá uma participação muito efetiva neste trabalho, atuando de forma conjunta com a pasta da Criança", afirmou a futura secretária de Comunicação do GDF, Samanta Sallum. Para garantir um trabalho que renda frutos para o novo governo, a pasta da Criança ficará a cargo do médico pediatra Dioclécio Campos Júnior, que é professor titular de pediatria da Universidade de Brasília (UnB) e foi presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria.

Com informações do clicabrasília.

Nenhum comentário:

Postar um comentário