3 de abr de 2012

Em carta, Demóstenes Torres pede desfiliação do partido Democratas

O senador Demóstenes Torres pediu, nesta terça-feira (3/4) a sua desfiliação partidária do Democratas (DEM). Foi o assessor dele que entregou a carta à liderança do partido. A decisão foi tomada após o partido anunciar a abertura de um processo disciplinar para apurar o envolvimento do parlamentar com Carlinhos Cachoeira. O empresário foi preso pela Polícia Federal sob a acusação de comandar um esquema de jogo do bicho em Goiás. O processo disciplinar que resultaria na expulsão de Demóstenes agora não tem mais sentido.
Ontem, o DEM tinha decidido iniciar o processo de expulsão do senador, medida que ocorreu um mês depois de estourarem as primeiras denúncias sobre o envolvimento do parlamentar com Cachoeira. A cúpula do partido reconheceu que o processo era inevitável. “Dificilmente não será tomada essa decisão (expulsão)”, disse ontem o presidente do DEM e líder da sigla no Senado, José Agripino Maia (RN). “Deu-se todo esse espaço de tempo e ele não apresentou nenhuma defesa convincente, ele não subiu na tribuna do Senado, não se pronunciou”, ponderou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário