5 de jul de 2012

CPI aprova quebra de sigilo de SMS dos governadores Agnelo e Perillo


A CPI do Cachoeira aprovou nesta quinta-feira (5) a quebra do sigilo de SMS dos governadores do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), e de Goiás, Marconi Perillo (PSDB). A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito também enviará pedido para que o Banco Central envie informações relativas a remessas de dinheiro ao exterior feitas pelos dois governadores, o senador Demóstenes Torres (Sem partido-GO) e a construtora Delta. O relator da CPI, deputado Odair Cunha (PT-MG), justificou o requerimento dizendo que a quebra dos sigilos de extrato e conteúdo de SMS ajudarão a comissão a saber com quem o usuário do serviço telefônico se relacionava. "Também é possível obter dados relevantes sobre a localização geográfica do aparelho telefônico, ao longo do período investigado", explicou o deputado. A assessoria técnica de Odair Cunha explicou que uma quebra "incompleta" do sigilo dos SMS dos governadores já havia sido aprovada em sessão da CPI do dia 14 de maio. Com a aprovação do requerimento desta quinta, a consulta a informações sobre envio de mensagens será ampliada, com acesso aos relatórios das estações de rádio base. Agora, a CPI saberá o local exato onde a mensagem foi enviada e o lugar de recebimento do SMS. Antes, só era possível obter os números de telefone que trocaram textos. Segundo a CPI, não é possível acessar o conteúdo das mensagens com as quebras de sigilo, daí a importância de saber a localização de origem e destino dos SMS. Os demais sigilos dos governadores, como o bancário e telefônico, já haviam sido quebrados. com informações do G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário