18 de mar de 2010

Procuradoria não pedirá transferência de Arruda para a papuda

A Procuradoria-Geral da República vai aguardar eventual recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra a cassação do mandato do governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), antes de pedir sua transferência para o Complexo Penitenciário da Papuda.
“Vamos aguardar o recurso que deve ser protocolado no TSE. Não há pressa”, disse o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, reiterando que a Superintendência da PF oferece condições “adequadas e dignas” ao governador preso.
Segundo ele, há um entendimento de que, uma vez comunicada a Câmara Legislativa, a cassação do mandato será efetivada. Ainda assim, o Ministério Público vai aguardar eventual manifestação do TSE.
Gurgel acrescentou que deverá defender a manutenção da prisão preventiva no parecer sobre o pedido de revogação protocolado pela defesa de Arruda no Superior Tribunal de Justiça (STJ). De acordo com ele, o Ministério Público quer acelerar as investigações, mas ainda há provas a serem colhidas sobre o esquema de arrecadação e distribuição de propina no DF.
“A Procuradoria-Geral da República está correndo ao máximo para concluir as investigações para que seja a primeira a requerer a soltura do governador. Mas, por enquanto, há provas a serem colhidas”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário