16 de nov de 2010

Alírio cotado para líder de governo

Cresce a tendência para que o novo líder do Governo na Câmara Legislativa seja um não-petista. A decisão não seria de se estranhar. Afinal, dentre os cinco petistas já sairá o próximo presidente da Câmara, Cabo Patrício, e evidentemente o futuro líder da bancada, ao que tudo indica o deputado Chico Vigilante, que retorna à Câmara após quatro anos. Caso o líder do governo também seja um integrante da bancada haveria mais caciques do que índios no pedaço.
Caso se confirme essa alternativa - que não precisa de definição imediata, ao contrário da presidência da Mesa - a escolha ficará restrita a poucos nomes. O perfil do novo líder é conhecido. Precisa ser alguém com diálogo na Câmara e afinado com o governador eleito. Também deve ter ficha limpa, atendendo a compromisso assumido por Agnelo Queiroz ainda em campanha. Tem gente achando que só o reeleito Alírio Neto (foto) atende a todas essas exigências. Nos últimos tempos, a propósito, Alírio tem estado submerso.
Alírio conta com um trunfo a mais. Pertencendo ao PPS, que não só apoiava José Serra, mas também proibia que qualquer seção regional se coligasse com o PT, o deputado foi um dos líderes do movimento que forçou o apoio a Agnelo e a aliança na chapa federal. Ao lado do deputado federal Augusto Carvalho, Alírio não só fez prevalecer essa posição como convenceu a direção nacional do partido a abrir uma exceção para o Distrito Federal.
Com informações do Jornal de Brasília.

Nenhum comentário:

Postar um comentário