12 de jan de 2011

Agnelo sem lider na Câmara


Na Câmara Legislativa, a grande expectativa é em relação à indicação do líder de governo. Enquanto o governador Agnelo Queiroz não sinaliza quem ocupará o cargo – responsável pelo diálogo entre o Executivo e o Legislativo –, crescem os rumores sobre como as principais funções serão divididas.

São basicamente três as vagas mais cobiçadas: a liderança de governo e a presidência das comissões de Economia, Orçamento e Finanças (Ceof) e a de Constituição e Justiça (CCJ).

O entendimento geral é de que as divisões dos partidos na chefia das comissões deve ser equacionada após a indicação da liderança. Isso porque se o governador indicar alguém do PT para a liderança, ele já estaria automaticamente deixando o partido de fora da disputa pelas comissões.

"Se isso não acontecer, poderia representar poder demais para o PT, o que não seria bom para o próprio partido, que precisa contemplar as demais siglas da aliança", avaliou um deputado da base, que pediu o anonimato. Internamente, muitos apostam no nome de Wasny de Roure/PT (foto) para a liderança. Mas o deputado petista ainda não foi consultado. "Eu estou à serviço da população, pois temos que recuperar a credibilidade da população com o legislativo", afirmou.

Com informações do clica brasília.

Nenhum comentário:

Postar um comentário