2 de fev de 2012

Deputado flagrado dirigindo embriagado diz que votou a favor da lei seca

O deputado federal Gladson Cameli (PP-AC) admitiu ter cometido um erro após ser flagrado alcoolizado ao volante, na madrugada da última terça-feira. Em nota divulgada ontem, o parlamentar demonstrou a intenção de esclarecer o caso à população e afirmou estar "à disposição da Justiça para demais esclarecimentos sobre o fato", sem se abster "das responsabilidades como cidadão". Além disso, Gladson afirmou ter cumprido "todas as formalidades exigidas durante a operação". Defensor da lei seca, o deputado foi encontrado embriagado ao passar por uma blitz da PM, na 504 Norte. O teste do bafômetro constatou alcoolemia de 1,14 miligrama de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. Gladson acabou levado para a 2ª DP (Asa Norte) e, segundo a unidade, só revelou o cargo em depoimento. Assim, foi liberado, já que a Polícia Civil não tem autonomia para abrir inquérito contra parlamentares. Só tribunais superiores. Gladson ressaltou, em nota, a conduta que adotou diante da operação. "Em nenhum momento, usei da prerrogativa de meu mandato de deputado para obter qualquer facilidade ou benefício", afirmou. "Reconheço que, mesmo me sentindo bem, não deveria ter dirigido. Por fim, ressalto que votei a favor da lei seca, bem como votarei a favor das alterações que tramitam na Câmara Federal."
Com informações do Correioweb.

Nenhum comentário:

Postar um comentário