2 de jul de 2012

Deputado nega que filho de Filippelli seja funcionário-fantasma na Câmara


O deputado federal Pedro Chaves (PMDB-GO) negou na manhã desta segunda-feira, por meio de sua assessoria de imprensa, (2) que Bruno Filipelli, filho do vice-governador do Distrito Federal, Tadeu Filippelli, seja funcionário-fantasma em seu gabinete. De acordo com a assessoria do deputado, Bruno Filippeli trabalha para o gabinete, mas em função externa, atuando como assessor do parlamentar junto a órgãos federais. O site da revista "Veja" trouxe reportagem segundo a qual Bruno Filippelli seria funcionário-fantasma no gabinete. De acordo com a reportagem, Bruno, apesar de receber R$ 10 mil pelo cargo público, dá expediente apenas na empresa de sua propriedade, a Aero Cahnnel, que comercializa painéis de publicidade. A assessoria de Pedro Chaves informou que, por ocupar cargo de assessor junto a órgãos federais, Bruno realmente não frequenta o gabinete, mas exerce seu trabalho externamente, a partir de pedidos do deputado. Bruno Filippelli, que é funcionário de carreira do Tribunal de Justiça do DF e foi requisitado para trabalhar no gabinete de Pedro Chaves, casou-se recentemente em um castelo perto de Roma, na Itália, assunto que também foi manchete na imprensa. A assessoria do vice-governador do DF, Tadeu Filippelli, informou que ele ainda não comenta o caso. De acordo com a assessoria, o vice-governador está em viagem e não vai se manifestar, por enquanto, sobre o assunto. Com informações do G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário