14 de set de 2012

PÓS-GRADUAÇÃO - 12 cursos excluídos no DF


O Ministério da Educação (MEC) descredenciou 12 cursos de pós-graduação no Distrito Federal, após avaliação organizada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) no final de 2010. Portaria publicada ontem (13) no Diário Oficial da União (DOU) oficializou a exclusão de mestrados e doutorados da Universidade de Brasília (UnB), Universidade Católica de Brasília (UCB), Associação das Pioneiras Sociais (APS), Centro Universitário Unieuro e UPIS Faculdades Integradas do Sistema Nacional de Pós Graduação. Em todo o Brasil, foram descredenciados 187 cursos de pós-graduação stricto sensu - termo relacionado a situações acadêmicas de ensino superior. No DF, a UnB foi a instituição que mais sofreu com a decisão do MEC. Sete cursos de mestrado e/ou doutorado da Universidade foram apontados para a desativação: Ciências Agrárias, Ciências Contábeis, Engenharia Elétrica e Psicologia. Entre as universidades particulares...
a APS, da Rede Sarah de Hospitais de Reabilitação, perdeu a licença para emitir diplomas de mestre em Ciências da Reabilitação e Neurociências e Reabilitação. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO: A APS comprometeu-se a divulgar um documento onde a Rede Sarah de Hospitais de Reabilitação solicita o descredenciamento junto à Capes, por não concordar com alguns critérios de avaliação do órgão. O arquivo deve ser entregue hoje. O MEC descredencia cursos de pós-graduação que não atingem notas superiores a dois pontos, entre um e sete possíveis, no sistema de avaliação da Capes. Também descredencia as que tenham se manifestado por ficar fora do Sistema Nacional de Pós Graduação. Na página oficial da Capes é possível visualizar todos os cursos recomendados pelo MEC, divididos por nota, área de avaliação ou região e instituição. Os diplomas de mestrado e doutorado descredenciados não têm reconhecimento nacional e, portanto, não podem ser utilizados em suas respectivas áreas de atuação. Com informações do Jornal de Brasília.

Nenhum comentário:

Postar um comentário