19 de jan de 2010

Patrício quer suspender recesso da Câmara Legislativa, caso assuma a presidência


Caso assuma a presidência da Câmara Legislativa do Distrito Federal, o vice-presidente, deputado Cabo Patrício (PT), disse ontem que vai suspender o recesso parlamentar e acelerar o andamento dos processos de impeachment do governador José Roberto Arruda (sem partido).
Patrício fez a declaração horas depois que o juiz da 2ª Vara de Fazenda Pública do Distrito Federal, Álvaro Ciarlini, ter determinado a saída imediata de Leonardo Prudente (sem partido) da presidência da Câmara Legislativa. Um dos suspeitos de participar do esquema de recebimento de propina do governo local, em troca de apoio político, ele foi flagrado em vídeo colocando dinheiro nas meias.
A Câmara Legislativa está funcionando em regime de autoconvocação, com a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga as denúncias de corrupção no governo do Distrito Federal.
Cabo Patrício defendeu que a Mesa Diretora da Casa não recorra da decisão do juiz Ciarlini. Segundo o parlamentar, cabe a Prudente tentar reverter a situação.
O parlamentar petista e mais dois membros da Mesa Diretora – Wilson Lima (PR) e Raimundo Ribeiro (PSDB) – reuniram-se para discutir a determinação judicial que afasta Prudente do cargo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário