22 de jun de 2010

Começa a sessão que votará processo de cassação Eurides Brito

Vinte dos 24 distritais estão presentes ao plenário da Câmara Legislativa neste momento. Mais do que o suficiente do número mínimo necessário para o início da análise do processo de cassação do mandado da deputada afastada Eurides Brito (PMDB). O quórum exigido é de 13 parlamentares. uma das ausências notadas é a da própria acusada, que até este momento não esteve na Casa.Apesar de a Justiça ter resguardado o direito dos parlamentares votar em sigilo, dois deputados já declaram o voto. José Antônio Reguffe (PDT) e Raad Massoud (DEM) disseram que vão optar pela cassação do mandato de Eurides. Eles chegaram a criticar a decisão judicial que definiu sessão secreta para a análise do processo de quebra de decoro da peemedebista.O presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Wilson Lima (PR), anunciou a abertura da sessão às 15h20 desta terça-feira (21/6) para apreciar o processo de cassação contra a distrital. Antes, Lima abriu uma sessão ordinária e fechou em seguida, sem discussões. O clima na Casa é tranquilo, sem manifestantes contra ou a favor da deputada, apenas uma faixa de apoio a ela.A deputada, que não está presente na votação, será representada pelo advogado de defesa. ELe terá 10 minutos para defendê-la, podendo se estender por mais 10. Os deputados poderão falar em seguida, por cinco minutos cada um, antes da votação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário